1001 Razões para Gostar de Portugal

Blogue (à volta) do Livro

5 de março de 2011

INTRODUÇÃO

Este livro começou no Brasil, na Livraria da Travessa. Fui um frequentador regular dessa livraria, a maior da Avenida Visconde de Pirajá, na quinzena que passei em 2003 no Rio de Janeiro. Na imensidão dos títulos propostos, tinham em evidência 1001 Razões para Gostar do Brasil de Marcel Camacho. Fiquei com pena de o ter visto poucos dias antes de regressar a Portugal. Se isto tivesse acontecido, teria usufruído de mais coisas que esse autor assinalava no livro.

Depois do regresso, pensei em fazer um livro semelhante sobre Portugal, pois como muitos portugueses, gosto de falar do que é positivo.

Alguns duvidaram do projecto, "1001 razões". É mesmo demais! Lá 5 ou 6!", disseram, Outros acharam uma óptima ideia e outros deram uma inestimável ajuda.

Chego ao fim sabendo que faltam muitas coisas boas de Portugal. Algumas ignorei porque não aprecio, outras porque não conheço, outras porque não se pode ser exaustivo, e incluir dezenas de castelos, centenas de vinhos, milhares de livros. Evitei os mortos, mas coo não falar de Eça, de Camões, de Pessoa ou de Joaquim Agostinho? Sophia de Mello Breyner e Carlos Paredes faleceram já depois de ter terminado o livro. Agora a lista já é maior: Eduardo Prado Coelho pariu também.

Espero que fiquem convictos de que Portugal tem muitas coisas boas, muitas mais do que as referidas neste texto. Terá sido tempo bem empregue se o leitor ficar com o desejo de conhecer melhor a riqueza do património, o potencial de inovação, a força da interacção social em Portugal. No fim, fica uma página para o leitor adicionar algumas das suas principais razões...para gostar de Portugal. Serão, certamente, as mais importantes!

Lisboa, 5 de Setembro de 2004

O Autor

O LIVRO DO BLOGUE
  • Publicado em Fevereiro de 2005 por TEXTO EDITORES
  • Powered by Blogger


    View My Stats