1001 Razões para Gostar de Portugal

Blogue (à volta) do Livro

16 de novembro de 2008

PESSOAS QUE LUTAM POR PORTUGAL FAZER MELHOR



Ver no DN de hoje

Heloísa Santos. Pediatra e geneticista, teve sempre a defesa das crianças como prioridade. Fez campanha pela nova lei do aborto, pela procriação assistida e agora pelo provedor da criança

Quer que Portugal crie a figura do provedor da infância "antes de ser obrigado a isso pela Europa"

A cara talvez não lhe seja estranha. Anda cá há muito tempo. 65 anos, mais concretamente. "Sou uma sénior", diz, a rir. "Estou sempre a aproveitar os descontos, os meus filhos até fazem pouco de mim." Se as pequenas atenções com que os cidadãos seniores são presenteados pressupõem o reconhecimento de um percurso, Heloísa Santos bem as mereceu. Porque escolheu uma profissão "para ajudar os outros" e porque nunca se coibiu de levantar a voz por aquilo que lhe parece justo. "Pertenço àquele tipo de pessoas que pensam que devemos mudar o que pudermos enquanto existirmos."

Foi um dos rostos da luta por uma nova lei da interrupção voluntária da gravidez quer em 1997, quando o Parlamento aprovou o alargamento dos prazos nos casos de malformações fetais e violação, quer em 1998 e 2007, quando se votou em referendo a possibilidade de abortar até às 10 semanas por vontade da mulher. Participou num dos dois Prós e Contras, pelo "sim", em Fevereiro de 2007, e fez parte do grupo de médicos especialistas em genética que convenceu Jorge Sampaio a vetar, em 1999, uma lei de procriação assistida proposta pelo PS que "pelas regras impostas impossibilitava completamente o recurso às técnicas" (uma lei menos draconiana só passaria em 2006). Agora, tem outra causa: o provedor da criança."

O LIVRO DO BLOGUE
  • Publicado em Fevereiro de 2005 por TEXTO EDITORES
  • Powered by Blogger


    View My Stats