1001 Razões para Gostar de Portugal

Blogue (à volta) do Livro

29 de novembro de 2006

Pulo do lobo


Pulo do lobo
Originally uploaded by pericoterrades.

27 de novembro de 2006

ANTÓNIO NÓVOA

Reitor da Universidade Clássica.

"As universidades vão asfixiar." A previsão é de António Nóvoa, reitor da Universidade de Lisboa (UL), depois de analisar a situação das oito faculdades que fazem parte da instituição que dirige. O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) decidiu que, além dos 6,2 por cento de redução no orçamento de funcionamento, as instituições deverão passar a pagar 7,5 por cento à Caixa Geral de Aposentações, mais os aumentos salariais de 1,5 por cento. Tudo somado, a redução pode chegar aos 15 por cento. "Nunca houve um corte tão brutal e não há memória de nenhum país que tivesse procedido a um corte desta natureza.", acusa."


No Público, hoje.

24 de novembro de 2006

A CRÓNICA DE Vasco Pulido Valente

A crónica de hoje, no Público, vale 20 valores.

"O "passeio" no Rossio
Vasco Pulido Valente

"O sr. Fernando Torres, membro da comissão que inventou o "passeio" no Rossio, disse à televisão: "Não foi para isto que os militares fizeram o 25 de Abril." Dois pontos. Primeiro ponto: convém lembrar ao sr. Torres que, se os militares "fizeram" o 25 de Abril, também "fizeram" o 28 de Maio e a ditadura e, durante a I República, dezenas de golpes de uma radical irresponsabilidade. O país não lhes deve nada. Segundo ponto: o sr. Torres, consciente ou inconscientemente, ameaçou o poder civil, a que está subordinado e a que jurou obedecer. Este episódio não é inócuo, por muito inconcebível que seja qualquer espécie de nova "quartelada". O Governo e o Presidente da República têm de mostrar, com toda a clareza, os limites do permissível. Se conseguirem.(..)"

22 de novembro de 2006

O QUE MUDAR, para Portugal ser melhor 3


Na entrevista a José Medeiros Ferreira pode ler-se: "É um princípio corrosivo que, de certa maneira, faz justiça à celebre frase do dr. Salazar - "Se queres ir longe na vida política, faz-te de morto!". Há muita gente, com talentos reconhecidos, a fazer-se de morta. Para sobreviver sem sobressaltos."


Tenho muitas vezes esta sensação e não só na vida política. E se nos mexessemos mais? Estamos na era da globalização, a perder oportunidades. O princípio talvez fosse adequado à ditadura pois a repressão aconselhava ao imobilismo. O que nem todos respeitaram, felizmente. Mas agora?

21 de novembro de 2006

MARIA JOÃO SEIXAS

pelo trabalho de gosto que tem feito,
ao longo da vida, com as imagens e as palavras, partindo das pessoas. MJS EntreVistas,

20 de novembro de 2006

O CINANIMA

cinanima, culturgestÉ inquestionável que o CINANIMA é uma das 1001 Razões para Gostar de Portugal. Este ano fez 30 anos de actividade e tem um lugar de destaque nas boas coisas que vamos organizando.

Ontem vi na culturgest os premiados. O Grande Auditório estava quase cheio. E, das obras portuguesas, fica uma recordação de qualidade e vivacidade. Quem disse que só somos bons no futebol? Só que não conheça as proezas dos nossos autores de desenhos animados.

"Na competição nacional, o Prémio António Gaio foi atribuído a "Stuart", de José Pedro Cavalheiro, um dos grandes vencedores da noite, ao ter conquistado também o Grande Prémio Tóbis, o Prémio para a Melhor banda Sonora Original e uma menção especial do Prémio 2: Onda Curta."

Gostei também dos outros portugueses: João Sousa e José Pinto fizeram Porquê? uma história deliciosa e ganharam o prémio jovens, para jovens realizadores até 30 anos.

Mais perto das nuvens, mais perto dos sonhos do colectivo de crianças do Fundão, orientadas por Nelson Fernandes e Rodolfo Pimenta foi também premiado com o prémio jovem cinetsta portugues, na categoria de menos de 18 anos. Uma grande frescura e vivacidade.

Por último, alunos da ETIC receberam uma menção honrosa, mas não foi exibido o trabalho.

19 de novembro de 2006

O QUE MUDAR, para Portugal ser melhor 2

"Um professor da Universidade de Évora foi agredido a soco e pontapé por um aluno, mas a lei não permite que este seja expulso."
No Sol, de sábado, dia 18 de Novembro.


Chama-se a isto impunidade e é um sentimento que o nosso país vive mas não deveria viver. Será que Alberto Costa, Ministro da Justiça, não pode olhar para estas pequenas coisas que são as grandes coisas do país? E outras entidades, também, claro. Nomeadamente o Ministério da Ciência, o Primeiro Ministro, as próprias UniversidadesEstá tudo distraído? Ou a pensar que só os grandes problemas da Banca devem ser encarados? Enganam-se. É urgente mudar este clima de impunidade. Um aluno que agride um professor deveria ser expulso da Universidade em que está inscrito. Como um que plagia, por exemplo.

18 de novembro de 2006

O QUE MUDAR, para Portugal ser melhor 1

mandar para as urtigas o princípio, muito vulgarizado: Tudo pelos amigos, nada pelos inimigos. Aos outros aplica-se a lei. É mais simples e justo se a todos se aplicar a lei.

17 de novembro de 2006

O que mudar, para Portugal ser melhor?

À espera de respostas.....

PROJECTO PARA A EXCELÊNCIA NO JORNALISMO

Reactivei o blogue Os Media, o Jornalismo e Nós onde lancei o seguinte desafio:

"Na última crónica que escrevi no DN, na passada terça feira dia 15, defendi que seria interessante Portugal ter um Projecto para a Excelência no Jornalismo.
Será que tem sentido tentar levar à prática esta ideia? Porquê? O que deveria ser feito nesse projecto? Como se poderia iniciar e desenvolver esta iniciativa?
Na era da internet, a opinião de cada um pode ser facilmente expressa e publicada. Se receber resposta sobre o assunto, assim o farei no meu site e/ou blogue (salvo indicação em contrário)."

O LIVRO DO BLOGUE
  • Publicado em Fevereiro de 2005 por TEXTO EDITORES

  • View My Stats