1001 Razões para Gostar de Portugal

Blogue (à volta) do Livro

31 de maio de 2006

A PROTESTE

revista que auxilia os consumidores na sua escolha. Porém esta capa da revista da Proteste mostra bem que se pode gostar e ao mesmo tempo lamentar. Neste caso o lamento vai para o facto de se estar a apontar para o Governo a responsabilidade das mortes na estrada, que também passam por nós. Mesmo que se entenda que o Governo deva ser mais actuante e sobretudo, que lute contra a ideia que se é impune, nas estradas.

"Governo tem de acabar com esta guerra civil", escreve-se na capa.

Capa

O CENTRO HISTÓRICO DE ANGRA DO HEROÍSMO

nos Açores, classificado como Património Mundial em 1983.


DSCF0289
Originally uploaded by an_freund.


Foto de an_freund

30 de maio de 2006

AS PRAIAS DA COSTA ALENTEJANA

nomeadamente a praia do Carvalhal, (perto da Zambujeira do Mar), a praia da Zambujeira do Mar, a praia do Malhão (perto de Vila Nova de Milfontes).

AS "MARCAS" CULTURAIS

Brasil que Portugal deixou no mundo, como as que são visíveis na arquitetura de Ouro Preto ou Paraty, no Brasil, em Goa, Damão e Dio, na Índia ou nas terras de África por onde passámos.

29 de maio de 2006

O PORTUGAL DE QUE NÃO GOSTO

No Correio da Manhã fala-se assim do concurso para adido de embaixada.

"No último ano, o número passou de 1360 candidatos a 30 vagas para 1739 a apenas 20 lugares. Os salários de início de profissão não são mais do que 650 euros, só que o desemprego, trabalho precário e a subida do número de formados, na maioria, em Relações Internacionais relançam a corrida."


650 euros???????????? A empregado que trabalha a dias (faxineira no Brasil), ganha mais do que isso, por mês. Será possível que, após uma licenciatura, se dê assim tratamento a quem passou anos a fio a estudar?

O PORTUGAL DE QUE NÃO GOSTO

Ontem, fui almoçar ao outro lado de Lisboa, a Cacilhas. Fui de barco, num cacilheiro. Mas fechado, sem a possibilidade de viajar ao ar livre. Não gosto de cacilheiros assim. Em tempos, funcionários da Transtejo disseram-me que os barcos haviam sido comprados a países do norte da Europa, nos quais as condições climatéricas aconselham a resguardos deste tipo. Mas em Portugal, com 37 graus, viajar no Tejo, lugar magnífico, sem poder desfrutar da paisagem e da arajem? Que tristeza, senhores da Trantejo.

O QUE SE PERDE, nos cacilheiros fechados
Lisboa vista do cacilheiro aberto

27 de maio de 2006

OS IMIGRANTES

que transformaram Portugal nos últimos anos. Do Brasil à Ucrânia, da China a Angola vieram homens e mulheres e o multiculturalismo instalou-se.

26 de maio de 2006

A SERRA DA MALCATA

hoje protegida, antes refúgio do lince ibérico. Serra e lince protagonizaram uma campanha ecológica que ficou na memória dos portugueses mas que terá sido ineficaz.

25 de maio de 2006

S. Salvador do Mundo - S. João da Pesqueira


PEDRO GRANJA

"Pedro Granja tem 36 anos e um percurso profissional de mérito, parte dele no laboratório associado do Instituto de Biologia Molecular e Celular e do Instituto de Engenharia Biomédica (IBMC/INEB). A notícia de que ganhou o Prémio Jean Leray, atribuído a investigadores com menos de 40 anos pela Sociedade Europeia de Biomateriais, chegou esta semana, mas só deverá recebê-lo em Setembro. Até lá, espera avançar um pouco mais no mundo da engenharia de tecidos ósseos."

No Público de hoje, texto de Andrea Cunha Freitas.

24 de maio de 2006

A GERAÇÃO DE TREINADORES

que tem aberto mercado no estrangeiro, como Artur Jorge, Manuel José, Fernando Santos, Humberto Coelho, Nelo Vingada, Professor Neca, Henrique Calisto e agora José Mourinho, no Chelsea.

23 de maio de 2006

VIARCO

um lápis português a escrever há setenta anos.
viarco021

Lido no DN, hoje.

22 de maio de 2006

Fisgas de Olo - Mondim de Basto


AS BOLAS DE BERLIM

com ou sem creme, comidas na praia, após um banho de mar.

19 de maio de 2006

A canção de Manuel Freire, Pedra Filosofal

baseada no poema de António Gedeão, canção que marcou o imaginário de uma geração que sonhava o fim da ditadura e um mundo de liberdade .

Pedra filosofal

(…)

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia, máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista, mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista, que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva, alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

António Gedeão,
Movimento perpétuo, 1956

18 de maio de 2006

OS Espigueiros do Soajo


Espigueiros do Soajo
Originally uploaded by Portuguese_eyes.

O camarão de Espinho,

pequeno, mas saboroso.

13 de maio de 2006

PODER USUFRUIR DO BRASIL, país da mesma fala

2 de maio de 2006

DÚVIDA

A partir de hoje e até dia 18 não sei com que ritmo poderei escrever no blogue. Darei notícias sempre que possível.

1 de maio de 2006

EDUARDA DIONÍSIO, ensaísta.

O LIVRO DO BLOGUE
  • Publicado em Fevereiro de 2005 por TEXTO EDITORES

  • View My Stats